Curta Patrimônio

Em parceria com a Fundação Cultural de João Pessoa – Funjope, a Casa do Patrimônio de João Pessoa promoveu sessões de curtas com a temática do Patrimônio Cultural no Estado da Paraíba na Casa do Erário, localizada na Praça Barão do Rio Branco. As sessões ocorriam sempre às sextas-feiras, no horário do almoço. Esse horário foi escolhido estrategicamente para atender não apenas a população comum, mas também os trabalhadores do comércio do entorno, que encontram na praça seu refúgio para descanso no seu horário livre.

                A primeira série do Curta Patrimônio, ocorrida em 2011, contou com sessões semanais que exibiram os seguintes filmes:

“João Pessoas – Memória da Cidade” – documentário sobre o artista plástico paraibano Flávio Tavares, em que fala de si próprio e passeia desenvolto por várias fases de suas trajetórias pessoal e profissional.

“Pessoas e Pertencimentos” – documentário a ação benfazeja de pessoas que se envolvem com determinado bem cultural numa relação de afetividade e dedicação. Nesse filme, é mostrada a trajetória de Dona Chiquinha (Aparecida), Caxixo (Vierópolis), Dedé (Pombal) e Antônio Smith (Cabedelo) e seus exemplos de pertencimento e proteção de bens culturais paraibanos.

“Brincantes e Visionários” – Documentário em que mestres e brincantes narram suas sagas, nas quais enfrentam diariamente as mazelas da opressão social com criatividade e paixão pela arte. Filme ganhador dos prêmios melhor produção independente e Prêmio BNB do Festival Aruanda de Cinema e Vídeo 2007. Após a exibição do filme, também houve um debate com o seu diretor, Elinaldo Rodrigues.